Cartaz de divulgação – 1º Concurso fotográfico do Animal Mundi

Divulgação/cartaz – Concurso de Fotografia do Animal Mundi

 

Arte e criação: Bruno Domênico Di Lena

Anúncios

1º Concurso de Fotografia do Animal Mundi – Álbum

Foto: Seth Casteel

Nosso concurso está a todo vapor!

Desde o 06 de Junho estamos recebemos fotos de todos os cantos do Brasil. Uma mais linda que a outra.

E, para expor as belas imagens e deixar todos a par do nível (eu diria PROFISSIONAL) dos nossos participantes, o Animal Mundi criou um álbum que pode ser acompanhado neste link http://www.flickr.com/photos/80150123@N05/sets/72157630044087701/.

Digam se é ou não profissional a coisa?

Quer participar? Então mande sua fotografia com nome completo, endereço e perfis nas redes sociais para animallmundi@gmail.com até o dia 06 de Julho, homenageie seu melhor amigo e concorra a mimos pra você e seu pet. O regulamento e a premiação do concurso você confere aqui. Patrocinadores e comissão julgadora, aqui e aqui.

Animais domésticos: tê-los em casa faz bem até pra saúde

“Animais têm uma forma de encontrar as pessoas que deles necessitam, preenchendo um vazio que nem sequer elas sabem que têm”. Thom Jones (escritor americano)

Sabia que aquele cafunezinho gostoso que você faz no seu bichinho de estimação todos os dias proporciona, além do prazer na troca de carinho, o controle do estresse, a diminuição da pressão arterial e a redução no risco de problemas cardiovasculares?

Pois é. Pesquisas médicas realizadas na Austrália afirmaram que quem tem um bichinho de estimação em casa faz consultas com menor frequência a clínicos gerais e requerem menos medicação do que as outras pessoas. Há também diversos trabalhos científicos que apontam o quanto a interação do homem com o animal é capaz de reduzir problemas como depressão, ansiedade e solidão.

Diversos benefícios para o bem-estar físico e mental do ser humano também já foram comprovados, como: a diminuição da pressão sanguínea e da frequência cardíaca, melhora do sistema imunológico, da capacidade motora e da autoestima, incremento da interação social e, por fim, até uma ação calmante e antidepressiva.

Pesquisadores da África do Sul afirmam que conviver com animais ativa a liberação de diferentes hormônios e neurotransmissores como endorfina, dopamina, prolactina e oxitocina – motivo pelo qual ajuda na diminuição do estresse.

Motivos para ter um companheiro animal em casa

Amor incondicional

– A companhia de um “amigo de estimação” coloca o homem em contato com a natureza animal e faz despertar nele características como instinto e lealdade.

– Essa convivência torna possível uma relação baseada na confiança e no amor incondicional (aquele que não espera nada em troca). Não importa você faça ou diga porque ele estará sempre ali para receber e dar atenção.

– Fazer carinho nos animais produz um efeito terapêutico.

– Sair com animais de estimação para passear na rua sempre desperta a atenção de outras pessoas que param para perguntar sobre ele ou brincar com o bichinho. Dessa forma, é possível ainda aumentar seu círculo social de amigos.

Esses motivos bastam para você?

Animais maltratados em SBC precisam de ajuda – Parte 2

“Não importa o quanto você se importe; algumas pessoas simplesmente não se importam”.

Todos já tiveram notícia deste caso; pela internet ou pela televisão, essa história deixou indignadas milhares de pessoa Brasil afora. Há algumas semanas, o Animal Mundi também publicou um pedido de ajuda e, com muita sorte, tivemos alguns retornos de pessoas querendo adotar ou oferecer dinheiro para cuidados com a saúde e a alimentação destes animais.

Para quem ainda não sabe, um certo carroceiro de São Bernardo do Campo (Sr. Zé), que “abriga” cerca de 40 cães e 15 gatos aproximadamente, maltrata, não alimenta devidamente e ainda abusa sexualmente de alguns animais. E, pior: não permite a castração de nenhum deles porque “não acha que é coisa certa”, deixando nascer muitos filhotes que morrem com poucos dias de vida.

Hoje fui visitar o local. Minha indignação é tamanha que só posso dizer: é humanamente impossível viver naquele lugar. Lixo por todo lado, comida estragada, um cheiro fortíssimo de podridão, insetos e animais machucados por todos os lados. Enfim, não preciso falar mais nada; acredito que as fotografias abaixo já falam por si.

Cão com sarna e pulgas comendo a ração que levamos hoje

O local beira um córrego entulhado de lixo

Os cães, arredios, se afastam quando chegamos

Comida?

Lixão

Entulho e lixo estão por todas as partes

Comida??

Alimentos podres e água parada atraem mosquitos de todas as espécies

Um dos dois gatos apenas (entre quinze) que conseguimos fotografar

Ao fundo, cercadinho “trancado” por cadeado aonde dorme o carroceiro

Os cães dormem em caixas ou fornos largados pelo terreno sujo

Um dos seguidores fieis do carroceiro

Animais feridos. Foto: divulgação.

Mel, antes machucada, hoje resgatada. Foto: divulgação

Estima-se que cerca de 15 gatos estejam morando por lá. Foto: divulgação

A descoberta do “anjo da guarda” a poucos passos

Depois de ficar muito tensa e acabar de crer que o mundo é podre, encontramos esse cara, o Ítalo, em um espaço próximo ao local aonde fica o Sr. Zé.

Ele é jardineiro e, ao contrário do carroceiro, cuida muito bem dos animais que tem. São poucos, talvez 8 cães e dois cavalos, mas todos extremamente bem cuidados, alimentados e felizes. Ele, de muito bom grado, aceitou nossa ajuda e permitirá a vacinação, castração, vermifugação e doação de todos os bichinhos. Olha eles aí embaixo.

Filhote disponível para adoção. Tem mais 4 irmãos.

Ítalo, o “anjo bom”.

Indignação

O que mais revolta em toda essa história é a inércia do poder público. O terreno cheio de lixo onde o Sr. Zé abriga esses animais pertence à Prefeitura de São Bernardo do Campo. Eles intimam e ameaçam o tempo todo de limpar o terreno, mas não tomam nenhuma atitude. A Zoonoze, pelo menos, fez o que pôde: retirou deste senhor mais de 5 cavalos que também eram muito maltratados por ele e adotaram 6 filhotinhos dessa turminha.

O que nos resta fazer enquanto não encontramos donos para todos os cães e gatos é, aos poucos, convencer o Sr. Zé a castrá-los, vaciná-los, vermifugá-los e levar ração enquanto temos e podemos. Não é a solução completa, mas ao menos evita uma procriação maior, além de prevenir os animais de muitas doenças.

Aos que tem vontade de ajudar de forma responsável, abrigando-os ou doando ração, pode entrar em contato conosco pelo telefone (11) 6359 6103 ou escrever para animallmundi@gmail.com

Animais sofrendo maus tratos em SBC precisam da sua ajuda!

Ontem, recebi por email a manifestação indignada de uma moradora de São Bernardo do Campo chamada Thailla.

Segundo ela, próximo à sua casa no bairro Taboão, 40 cães e 15 gatos (aproximadamente) sob os cuidados de um carroceiro estão sofrendo com graves maus tratos.

“Eles moram em um matagal a céu aberto onde não existe a mínima condição de sobrevivência. O local não possui cobertura, os animais não têm água, comem uma comida podre (parece lavagem de porco) e, pelo o que soube, o carroceiro bate nos cachorros e pratica relações sexuais com as fêmeas. Além disso tudo, muitas vezes quando as fêmeas dão cria ele joga os filhotes no matagal para morrerem de fome ou de picada de bichos”.

Thailla ofereceu ajuda ao carroceiro no que diz respeito a castração e alimentação, mas ele não permite que os animais sejam castrados. “As cadelas estão procriando desenfreadamente e sofrendo muito. No local, existem duas cadelas grávidas e 15 filhotes que não têm local coberto para ficar e ainda estão com uma barriga enorme de vermes”, afirma.

Em contato com o Centro de Zoonose de São Bernardo do Campo, Thailla foi informada de que nove cavalos já foram tomados deste carroceiro por conta de maus tratos

No DICMA (Delegacia Contra Crimes Ambientais), ela foi informada de que já existe um inquérito contra este cidadão. “O responsável pela delegacia me disse que o ideal seria conseguir um local para abrigar os cães e os gatos, pois as castrações e remédios eles conseguia através da prefeitura”.

Apelo

Conseguir um local para abrigar tantos animais, nós sabemos que é quase impossível.

Por isso, pedimos que divulguem essa história para que possamos conseguir alguns lares para estes animais.

A doação de ração também é bem vinda, já que o carroceiro permitiu que a Thailla ao menos os alimentasse.

Informações

Quem quiser adotar um animal, entre em contato conosco pelo email animallmundi@gmail.com ou no Twitter em @animal_mundi